sábado, 20 de abril de 2013

Sozinho

                                                                       Sozinho

 



   Nasci e vou morrer sozinho,ninguém vai me acompanhar
  É na solidão que eu me perco, e me acho, eu me viro do avesso
  Busco,tento,retento buscar as alegrias na saudade 
  É sozinho, comigo mesmo,que tenho a conversa mais profunda
  É no escuro,na angústia,na decepção que eu prefiro ficar só
  O cansaço de todos,o desânimo de tudo,e o vazio profundo
  As conversas sem graça,o egoismo alheio,e eu só comigo mesmo
 É melhor,sem dar explicação,onde o silêncio é a melhor opinião
 Sozinho eu não tenho pra quem entregar o melhor de mim
 Comigo,eu só sou eu,não represento,não sou prefeito                              Não tenho como duvidar da minha presença,eu não me abandono 
 Eu sou o meu único dono,ninguém me impede de ser eu 
Sozinho,mas sempre acompanhado
De gente que não conhece esse meu lado,solitário,acoando
E no fim vou sair da vida como entrei
                                             
                                             Sozinho.



                          (Por Wenar de Sá Carvalho Junior )

  


   

Um comentário:

Daiane Olímpia Vitor Gonçalves disse...

Nossa!!Esse foi bem profundo e ate um pouco triste..